É MAIS FÁCIL UM CAMELO PASSAR NO BURACO DA AGULHA.

Mateus 19,23-30 – É MAIS FÁCIL UM CAMELO PASSAR NO BURACO DA AGULHA.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

Naquele tempo, 19 23 Jesus disse então aos seus discípulos: “Em verdade vos declaro: é difícil para um rico entrar no Reino dos céus!

24 Eu vos repito: é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus”.

25 A estas palavras seus discípulos, pasmados, perguntaram: “Quem poderá então salvar-se?”

26 Jesus olhou para eles e disse: “Aos homens isto é impossível, mas a Deus tudo é possível”.

27 Pedro então, tomando a palavra, disse-lhe: “Eis que deixamos tudo para te seguir. Que haverá então para nós?”

28 Respondeu Jesus: “Em verdade vos declaro: no dia da renovação do mundo, quando o Filho do Homem estiver sentado no trono da glória, vós, que me haveis seguido, estareis sentados em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel.

29 E todo aquele que por minha causa deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher, filhos, terras ou casa receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.

30 Muitos dos primeiros serão os últimos e muitos dos últimos serão os primeiros”.

MEDITAÇÃO

Apliquemo-nos em viver, em construir o Reino de Deus onde quer que nós estejamos, e as outras coisas virão em acréscimo. Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no reino dos Céus” (Mateus 19,23).

Quando escutamos essas palavras saindo da boca de Jesus, podemos pensar que o Mestre está fazendo distinção de pessoas, separando ricos de pobres e assim por diante. Não se trata disso. Na verdade, o Evangelho está nos mostrando que as riquezas nos impedem, muitas vezes, de possuirmos o Reino dos Céus.

O Reino dos Céus é a grande e verdadeira riqueza, mas nos deixamos iludir, enganar e ludibriar por outras riquezas que este mundo nos oferece.

Para dar este exemplo, não precisa ser um rico nem um milionário, uma pessoa que possua muitos bens, mas é a pessoa que transforma os bens ou qualquer coisa neste mundo na grande riqueza do seu coração.

Deus não condena aqueles que possuem os bens, pelo contrário, Ele nos ensina como é importante termos os bens para serem bem usados, bem distribuídos, para que nossa vida seja digna.

O problema é quando fazemos desses bens um “deus”, um sentido e um tesouro maior para a nossa vida; quando nos apegamos a ele de forma demasiada e colocamos neles [bens] o sentido maior da nossa vida.

Muitas vezes nos perdemos, estamos com o coração atropelado por causa dessas coisas, por isso que dificilmente conseguimos entrar na dinâmica do Reino dos Céus ou conseguimos trazê-lo para o meio de nós, porque preferimos outras riquezas. Não se esqueça: o Reino de Deus é o maior tesouro que nós temos!

Apliquemo-nos em viver, em construir o Reino de Deus onde quer que estejamos, e as outras coisas virão em acréscimo, pois nada pode ocupar o lugar de Deus em nossa vida!

Você pode achar que seja impossível, a partir dessa afirmação de Jesus, alguém ser salvo, mas aquilo que parece ser impossível aos homens é possível para Deus! Se o nosso coração está preso a alguém, a alguma coisa e situação, a alguma realidade da vida que não conseguimos desvencilhar dela.

Deus tem a graça, é capaz, Ele pode quando deixamos Ele fazer em nós, em nossa vida. Não considero nenhuma situação perdida, nenhuma pessoa perdida, não considero que nenhuma situação seja sem jeito.

Tudo tem jeito, é possível, pode ser salvo, desde que tenhamos confiança plena no Senhor, desde que façamos d’Ele a nossa riqueza e nosso tesouro!

Deus abençoe você!